Jesus, o Deus Criador

“No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. … Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.” João 1.1-4,18

Jesus Cristo não é apenas um homem pobre que nasceu em uma manjedoura em Belém a dois mil anos atrás. Não é apenas um filho de carpinteiro criado em Nazaré. Ele existe antes de tudo. Jesus é o próprio Deus encarnado.

O nome de Deus no Antigo Testamento é YHWH (Javé ou SENHOR) que significa Eu Sou em hebraico. Jesus em certo momento responde aos fariseus que Abraão havia visto o seu dia e se alegrado. Eles lhe perguntam como se ele ainda não tinha nem 50 anos e Abraão havia vivido mais de mil anos antes. E em João 8.58 Jesus responde: “antes de Abraão nascer, Eu Sou”. Então aqueles homens pegam em pedras para apedrejá-lo pois estava atribuindo a si mesmo o nome de Deus. Jesus não se apresenta como um homem especial, mas como o próprio Deus.

Em João 1 temos Cristo como a palavra de Deus que está com o Pai desde a eternidade e toda a criação foi feita por intermédio de Cristo, o Deus Unigênito. Em Gênesis 1, Moisés nos diz que Deus criou todas as coisas por meio de sua palavra. Disse Deus, haja luz e houve luz. Deus cria todas as coisas por meio da palavra, o Logos Divino, Jesus Cristo, o filho de Deus, criador e sustentador de todas as coisas no céu e na terra.

Quando lemos o texto de João 12.37-43 vemos o apóstolo João explicando acerca do texto de Isaías 6.10, que diz que o povo tinha seus ouvidos endurecidos, olhos fechados e coração insensível para a mensagem do Senhor. Isaías proferiu isso quando viu a glória de Deus, que estava assentado em um alto e sublime trono sendo adorado por serafins. Quando João explica esse texto, ele diz no versículo 41 que Isaías viu a glória de Jesus. Ele não diz que quem foi visto pelo profeta foi Deus de forma genérica, ele esclarece que quem foi visto pelo profeta Isaías foi a segunda pessoa da trindade, o Deus Unigênito, assentado em um alto e sublime trono. Aquele que deve ser adorado pelos séculos dos séculos. Autor de nossa salvação. Nosso Senhor e Deus Jesus Cristo.

Jesus, sendo o criador e sustentador de todas as coisas, se fez criatura (homem) por amor a mim e a você. Ele se tornou carne e habitou entre nós para que por meio de pudéssemos conhecer o Pai e ter nossa relação restaurada com ele. Por causa de sua morte, podemos ter vida. Por causa de seu sofrimento na cruz, podemos ter alegria eterna. Em Cristo toda a criação, deturpada pelo pecado que entrou no mundo, agora é restaurada e glorificada. Bendito seja o nome do SENHOR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: