Nossa maior esperança

Não conseguimos viver de maneira apropriada. Mesmo crendo em Cristo e sendo salvos por ele, todos pecamos e continuamos pecando. Será que por pecar perdemos nossa salvação em Cristo? É possível alguém que entregou sua vida a Jesus ser condenado diante de Deus por causa de suas falhas e pecados?

A maior esperança do cristão está na cruz. Não podemos fazer nada para sermos salvos. A salvação depende única e exclusivamente do Redentor que pagou por nossos pecados. Nenhuma condenação há para aquele que está em Cristo. Ele é o salvador de nossas almas. O Deus-homem que venceu a morte para nos dar vida. Que praticou a justiça em nosso lugar e venceu o aguilhão da morte e do pecado para trazer vitória a nós de uma vez por todas.

“Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR poderoso na guerra. Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória.”
Salmos 24:7-10

Ninguém nunca antes havia atravessado aqueles portais. Nunca alguém havia ousado passar por aquele lugar. Os céus pararam. Todos os seres celestiais criados estavam estupefatos. Alguém ousou passar por ali. Alguém foi achado digno de entrar triunfante pelos portais eternos.

Um homem. Sim, um homem estava entrando por aquele lugar. Parecia impossível que isto acontecesse.

A humanidade havia caído. O pecado havia destruído a vida espiritual do homem e era impossível que alguém pudesse habitar no Santo Monte do Senhor. E para que os homens pudessem ser salvos, era necessário que um Homem também conseguisse triunfar sobre o pecado e a morte.

Jesus era completamente homem. Em todos os sentidos, de todas as formas. E era completamente Deus. Vero Homem, Vero Deus. Era necessário que um homem pagasse o preço e por isso Jesus morreu naquela cruz.

Porém, se Jesus tivesse apenas morrido, nossa esperança teria se esvaído. Os discípulos a caminho de Emaús, já estavam perdidos e decepcionados dizendo que seguiam ao Mestre, porém ele havia morrido e agora eles não sabiam o que fazer. O cristianismo teria morrido juntamente com Cristo.

Porém, Jesus ressuscitou ao terceiro dia. E quarenta dias depois ele subiu aos céus.

Todo o pecado da humanidade estava sobre Ele. Ele morreu. Ele sofreu cada segundo. Cada chicotada. Os pregos sendo cravados em suas mãos e pés. A dificuldade para respirar estando na cruz. Tudo isso por amor. O preço pelos nossos pecados.

Mas Ele foi além. Ele venceu a morte. E aqui chegamos ao texto do Salmo 24. Foi dito:

Entrará o Rei da Glória!

Todos estavam atônitos. Até que alguém ousou perguntar: Quem é este Rei da Glória?

– O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória.
Jesus Cristo, o Filho de Deus, aquele que morreu como homem por todos os nossos pecados e triunfou sobre a morte. Aquele que venceu a guerra. A morte não pôde detê-lo. Ele é o Rei da Glória! O Senhor forte e poderoso.

Jesus então se assenta à direita de Deus Pai. Foi consumado. O preço foi pago. Definitivamente.

Aquele que estava assentado no trono disse: “Estou fazendo novas todas as coisas! ” E acrescentou: “Escreva isto, pois estas palavras são verdadeiras e dignas de confiança”.  Apocalipse 21:5

Por causa da morte e ressurreição de Jesus, o cristão não precisa temer a morte. Ele ressuscitará com Cristo.

Quando João tem a visão das últimas coisas, ele ouve o Senhor falar: Eis que faço novas todas as coisas.

A expectativa do céu é algo maravilhoso para o cristão. Saber que tudo será feito novo. Não haverá choro, não haverá rancor, não haverá morte nem dor. Essas coisas ficaram para trás. Deus tem um lugar de gozo e alegria para nós. Um corpo glorificado, incorruptível, totalmente livre do pecado. A presença constante e manifesta de Deus para nós. Plena alegria e plena paz. Não haverá lembranças de nada que possa tirar nossa alegria, apenas a eternidade diante de nós sem nenhuma necessidade a ser suprida, estaremos plenamente satisfeitos em Deus. O choro, o lamento e a dor, que ainda estão presentes em nós continuarão até que tenhamos o encontro final com Deus, no Dia do Senhor. E esta deve ser a maior esperança do Cristão.

Que seus olhos estejam fitos em Deus, em fazer sua vontade. Para que naquele dia, você seja encontrado fiel e possa ouvir do Rei dos reis:

‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor! ’ Mateus 25.21

Que Deus nos ajude a viver seus planos para nós a fim de vivermos para sua glória e seu louvor eternamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: