A Divindade de Jesus

A Divindade de Jesus foi demonstrada por ele mesmo.

Jesus aceitou adoração. Jesus revelou que era Deus em suas atitudes pelo fato de que, quando adorado, não rejeitou a adoração, antes, pelo contrário, recebeu a adoração daqueles que se curvavam diante dele. Nas escrituras, toda vez que um anjo era adorado por um homem ou mesmo um profeta ou apóstolo eram adorados por homens, eles prontamente rejeitavam a adoração rendendo glória a Deus. Isso aconteceu com Paulo e Barnabé em Listra por exemplo (Atos 14.14,15). Isso mostra o caráter aprovado de homens de Deus ou mesmo de anjos de Deus. Contudo, Jesus não age da mesma maneira. Em Mateus 14.33, depois de Jesus andar sobre o mar, ele entra no barco juntamente com Pedro, e seus discípulos o chamam de “Filho de Deus” e o adoraram. A palavra utilizada para adoração nesse texto é a palavra grega proskynéo. Na cultura grega, essa palavra era um termo antigo para a adoração reverente dos deuses.[1] Essa é a mesma palavra que Satanás utiliza para tentar Jesus no deserto em Mateus 4.9 dizendo: “Tudo te darei, se prostrado, me adorares”. É também a mesma palavra que Jesus utiliza para responder a Satanás em Mateus 4.10: “Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto”. Essa palavra traduz para o grego a palavra shachah, em hebraico, que está em Êxodo 20.5: “Não as adorarás”. No livro de Ester, a recusa de Mordecai em render proskynesis a Hamã é o foco da ação dramática do livro. No judaísmo rabínico, proskynesis é uma atitude de oração.[2] Ou seja, Jesus recebe adoração de homens em Mateus 14.33, quando ele andou sobre as águas, seus discípulos o adoram, e em Mateus 28.9, é adorado por Maria Madalena e por Maria, mãe de Tiago e João. Sendo judeu monoteísta, Jesus não rejeita adoração, ele está ciente de que é Deus e igual ao Pai, e aqueles que o adoram também reconhecem sua divindade.

Jesus dizia que era igual ao Pai. A afirmação de Cristo de ser um com o Pai significava que Jesus estava se colocando em igualdade com Deus, fazendo-se igual a Deus. Por causa disso, os judeus acusavam-no de blasfêmia. Em João 5.17,18 temos: “Mas ele lhes disse: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não somente violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus”. Em João 10.30-33, Jesus afirma novamente: “Eu e o Pai somos um. Novamente, pegaram os judeus em pedras para lhe atirar. […] Responderam-lhe os judeus: Não é por obra boa que te apedrejamos, e sim por causa da blasfêmia, pois, sendo tu homem, te fazes Deus a ti mesmo”.

Jesus Cristo atribuía a si mesmo o nome de Deus. No Antigo Testamento, quando Moisés pergunta ao Senhor qual é o seu nome, Deus lhe responde: “EU SOU O QUE SOU” (Êxodo 3.14). Em Deuteronômio 32.39 temos: “Vede agora que eu sou, eu somente, e nenhum outro Deus além de mim”. O nome que Deus se apresenta ao seu povo é Yahweh (YHWH), que significa EU SOU. Jesus constantemente utiliza as palavras EU SOU para revelar-se ao seu povo. João nos revela por pelo menos vinte e cinco vezes Jesus diz que ELE É. Em alguns momentos utilizando predicados como: “Eu sou o pão da vida” (João 6.48). “Eu sou a luz do mundo” (João 8.12). “Eu sou a porta” (João 10.9). “Eu sou o bom pastor” (João 10.11). “Eu sou a ressurreição e a vida” (João 11.25). “Eu sou a videira verdadeira” (João 15.1). Em João 14.6 temos: “EU SOU o caminho, a verdade e a vida, ninguém VEM ao Pai a não ser por mim”. Jesus diz que ELE É o único caminho, a única verdade e a única vida que levam ao Pai. É interessante notar que o verbo utilizado é o verbo “vem”, que aponta para Cristo junto ao Pai e não o verbo “vai” que apontaria para o Pai em outra direção fora de Cristo, e com isso Jesus mostra que ele e o Pai são um. Isso é o que Jesus responde a Filipe logo em seguida, quando Filipe pede que Jesus mostrasse o Pai para seus discípulos. Jesus responde: “Quem me vê, vê o Pai” (João 14.9). Em outros momentos Jesus utiliza as palavras EU SOU sem nenhum predicado, fazendo uma alusão clara ao nome Yahweh, nome impronunciável de Deus para os judeus. Nome que somente Deus tem. Esse nome é traduzido para o português, muitas vezes, como SENHOR. Ao passo que “Senhor” é a tradução de Adonai. A palavra Senhor pode ser utilizada para qualquer pessoa de autoridade. Porém SENHOR é utilizado apenas para Deus no Antigo Testamento. No Novo Testamento, a tradução tanto de SENHOR quanto de Senhor é Kyrios. Utilizada para o Pai e para Jesus. Porém, as palavras EU SOU, um hebraísmo é encontrado no evangelho de João, mostrando claramente que Jesus revela sua divindade, e que para crer nele, é necessário crer que ELE É, ou seja, que Jesus é Deus Todo-Poderoso. Em João 4.26, Jesus revela-se à mulher samaritana, que havia dito que esperava o Messias: “EU SOU, eu que falo contigo”. Em João 8.24, Jesus diz: “Se não crerdes que EU SOU morrereis em vossos pecados”. Em João 8.28 temos: “Quando levantardes o Filho do Homem, então sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo”. Em João 8.58, Jesus revela sua divindade e sua eternidade: “Antes que Abraão existisse, EU SOU”. Em João 13.19: “Desde já vos digo, antes que aconteça, para que quando acontecer, creiais que EU SOU”. Por fim, em João 18.6, quando os guardas levitas vão até Jesus para prendê-lo, ele revela-se: “Jesus lhes disse: EU SOU, recuaram e caíram por terra”. Quando Jesus diz EU SOU, eles caem por terra diante dele. Ninguém o prendeu porque o subjugaram, antes, o prenderam porque ele espontaneamente se entregou. “O EU SOU de Cristo, absoluto e sem predicado, tem o mesmo alcance que o EU SOU de Iavé.”[3] Sua identidade é sem par e sem limites.

[1] MAURER, C.; Proskynéo; in: KITTEL, Gerhard; FRIEDRICH, Gerhard; Dicionário Teológico do Novo Testamento; São Paulo: Cultura Cristã, 2013, p. 317.

[2] Ibid., p. 317.

[3] BERKOUWER, G. C.; A Pessoa de Cristo; São Paulo: ASTE, 2011, p. 109.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: