Ressurreição

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso? ”
João 11:25,26

Poucas pessoas morreram e ressuscitaram. Porém isso já aconteceu algumas vezes.
Aquela viúva tinha pouquíssimos pertences e o único bem precioso que lhe restara era seu único filho. Ela hospedara um profeta de Deus em sua casa e lhe deu do pouco que tinha para comer. Porém algum tempo depois seu filhinho amado e sua única esperança de não mendigar morreu. O profeta ficou sabendo disso e clamou a Deus que o ressuscitasse e Deus o ressuscitou (1Rs 17.22). Não sei quantos anos depois, o filho daquela viúva morreu novamente.

Existia outra viúva que moravam em Naim. Sua história era bem parecida com a da primeira viúva. Seu filho único morrera e ela estava a caminho do cemitério com o funeral. No meio do caminho Jesus cruzou com esse funeral e ressuscitou aquele filho único (Lc 7.15). Não sei quantos anos depois, o filho daquela viúva morreu novamente.

Jairo era um dos principais da sinagoga naquela região (Mc 5.22). Ele se dobrar diante de alguém era inaceitável. Porém ele estava desesperado. Sua filha estava à porta da morte. Ele se curva diante de Jesus e clama para que visite sua filha. Jesus vai até aquele lugar. Porém no meio do caminho chega a notícia: Jairo, não incomode mais o mestre, sua filha morreu. O coração de Jairo congelou. Jesus ouve isso e continua a jornada até aquela funeral. Ele a ressuscita. Não sei quanto tempo depois, aquela menina, talvez já mulher ou idosa, morreu novamente.

Lázaro estava doente (Jo 11). Jesus era um amigo muito próximo, e as irmãs de Lázaro enviam um mensageiro para chamar Jesus com o intuito de curá-lo. Elas viam que sua enfermidade só estava piorando. Porém, Jesus estava a um dia de distância da cidade de Betânia, onde Lázaro se encontrava. Aquele mensageiro chega até Jesus um dia depois, porém, o que ele não sabia é que Lázaro já havia morrido pouco depois que ele saiu para procurar Jesus. Ele chega até Jesus e dá a notícia da enfermidade de Lázaro. Jesus então diz a seus discípulos que Lázaro já estava morto. Ele permanece mais dois dias onde estava, e então vai para a cidade de Betânia, mais um dia de viagem. São quatro dias já morto. O corpo não cheira bem. Nem os judeus, nem as irmãs Marta e Maria têm qualquer esperança de ressurreição. Para eles, um profeta poderia ser usado por Deus para ressuscitar um morto até o terceiro dia. Após o quarto, somente o próprio Deus poderia ressuscitá-lo. Agora Jesus está diante do túmulo. O autor da vida chama Lázaro para fora. Ele mostra que é o Deus que pode dar a vida. Lázaro ressuscita. Porém, alguns anos depois Lázaro morreu novamente.

Êutico era um jovem que queria muito ouvir sobre o Deus de Paulo. Ouvira sobre as histórias de Paulo, que era um perseguidor de cristãos e agora era perseguido por causa do seu amor a Jesus. Naquele dia Paulo estaria ali compartilhando suas experiências e da palavra de Deus e Êutico queria muito ouvi-lo. Havia muita gente e Êutico ficou em um lugar alto para ouvir Paulo. Porém Paulo falou por várias horas entrando madrugada adentro. Êutico não aguentou e cochilou, caiu daquele lugar e morreu (At 20.9). Paulo foi até ele e clamou a Deus que o ressuscitasse. Aquele jovem voltou à vida. Porém, alguns anos depois morreu novamente.

Talvez você conheça alguma história de alguém que chegou às portas da morte e voltou. Entretanto, tal pessoa não poderá se esquivar dos portões da morte. O aguilhão da morte o ferirá em algum momento, se Jesus não voltar antes.

Contudo, existe uma história diferente. No primeiro século, um homem nascido na pequena cidade de Belém da Judeia, criado na insignificante Nazaré, andou pelas ruas empoeiradas da região da Galiléia, Judéia e Samaria. A semente de Eva, um filho de Abraão, da tribo de Judá, descendente de Davi, ele era o rei prometido, o Messias esperado, o Salvador do seu povo. Ele andou sobre as águas, curou enfermos, ressuscitou mortos, multiplicou pães e peixes, acalmou uma tempestade, perdoou pecados. Porém, o Messias foi rejeitado pelos judeus. Jesus Cristo foi acusado de heresia. Ele dizia ser o Filho de Deus. Suas obras mostravam isso. Seu caráter apontava para sua divindade. Porém, aqueles homens não o quiseram ouvir. Não creram nele. Eles o levaram a Pilatos. Jesus Cristo foi condenado sem ter nenhum pecado. Ele foi açoitado severamente. E naquela sexta-feira às nove horas da manhã foi pregado em uma cruz e morreu às três horas da tarde. Humilhado. Escarnecido. Cuspiram nele, zombaram dele, mataram o filho de Deus.

Porém história não para por aí. Esse homem morreu e voltou à vida ao terceiro dia. Ele passou pelos portões da morte e retornou. A morte não pôde detê-lo, ele venceu a morte.

“Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?” (1 Co 15:55)

Ele ressuscitou e não está morto. Ele tornou à vida e não morreu de novo. Ninguém jamais passou com vida por aqueles portais. Quem pode cruzar estas portas celestiais desta maneira? Quem é tão poderoso para fazer isto?

“Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR forte e poderoso, o SENHOR poderoso na guerra. Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos, ele é o Rei da Glória.” (Salmos 24:7-10)

Jesus Cristo, o Rei dos reis e Senhor dos senhores. O Filho de Deus, o Redentor, o Salvador e Deus venceu a morte para nos dar vida. Por causa do pecado, todos morreram. Por causa da justiça de Cristo, todos os que creem ressuscitarão e viverão eternamente. Aleluia!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: