Mateus 6.9: Santificado Seja o Teu Nome

SANTIFICADO SEJA O TEU NOME

Contexto:

Sal e Luz

Cumprir a Lei

Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante dos homens.

Esmolas, Oração e Jejum.

Como orar? Em secreto, sem vãs repetições.

Invocação: Pai Nosso que estás nos céus

Primeiramente nos importamos com o nome de Deus, seu reino e sua vontade para então nos preocuparmos com aquilo que necessitamos.

Adoração: Santificado seja o teu nome, venha o teu reino, seja feita a tua vontade (TEU)

Petição: Pão, Perdão e Proteção (NOSSO)

 

SANTIFICADO SEJA O TEU NOME

Santificado (hagiasthéto) seja teu nome (to onomá sou).

Ao nos dirigir ao nosso Pai que está nos céus, aquele que cuida de nós, que nos sustenta, traz provisão, proteção e consolo, e ao mesmo tempo é soberano, onipotente, onisciente e eterno, e que se preocupa conosco, devemos em primeiro lugar, nos preocuparmos com seu nome, seu reino e sua vontade.

A Palavra Santificado é um verbo no imperativo passivo, o que nos revela uma súplica. Oramos para que Deus santifique seu próprio nome.

Na cultura judaica, o nome representa a pessoa que o usa, o seu caráter e a sua atividade. Quando nos referimos ao “nome” de Deus estamos falando do próprio Deus, como ele é e tem revelado. Seu nome já é santo, contudo, oramos para que o nome de Deus seja exaltado, honrado em nossa vida, em nossa comunidade, em toda a terra.

O nome era a forma como os judeus aludiam ao próprio Deus. Tinham temor de proferir o nome Yahweh, e portanto falavam o Nome (ha’shem).

Os escribas trocavam de pena para escrever o nome de Deus quando estavam fazendo cópias das Escrituras. O nome aponta para Deus em todos os seus atributos, tudo quanto ele é, tem realizado e continua realizando.

Na Cultura Judaica, o nome não era apenas algo estético como em nossos dias. Ele trazia grande significado sobre a história da pessoa, o momento em que nasceu, o sentimento de seus pais, e mesmo o seu futuro e destino.

 

Deus se apresenta ao seu povo por um nome: YHWH (Eu sou). Ele é.

No Antigo testamento temos complementos ao nome de Deus:

Yahweh Yraeh (Jireh): “O Senhor proverá” (Gênesis 22.14).

Yahweh Tsebaot: “Senhor dos Exércitos” (Salmo 24.10).

Yahweh Tsidkenu: “Senhor Justiça nossa” (Jeremias 23.6).

Yahweh Nisiy: “O Senhor é minha Bandeira” (Êxodo 17.15).

Yahweh Rophkah: “O Senhor que sara” (Êxodo 15.26).

Yahweh Shalom: “O Senhor é paz” (Juízes 6.24).

Yahweh Roiy: “O Senhor é o meu Pastor” (Salmo 23.1).Yahweh Shamah: “O Senhor está ali” (Ezequiel 48.35).

Yahweh M’qadishkem: “O Senhor que vos santifica” (Êxodo 31.13).

Yahweh El’yon: significa “O Senhor Altíssimo” (Salmo 7.17).

 

Da mesma maneira, Cristo, no evangelho de João, apresenta-se como o EU SOU (João 8.24: se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados). E ao longo do evangelho ele faz sete afirmações sobre si:

Eu sou o pão da vida (João 6.48) – O Senhor proverá – Yahweh Yraeh

Eu sou a luz do mundo (João 8.12) – O Senhor dos Exércitos, O Senhor Justiça Nossa – Yahweh Tsebaot Tsidkenu

Eu sou a porta das ovelhas (João 10.7) – O Senhor vos santifica- Yahweh M’qadishkem

Eu sou o bom pastor (João 10.11) – O Senhor é meu pastor – Yahweh Roiy

Eu sou a ressurreição e a vida (João 11.25) – O Senhor que te sara – Yahweh Rophkah

Eu sou o caminho, a verdade e a vida (João 14.6) – Yahweh Shalom

Eu sou a videira verdadeira (João 15.5) – O Senhor é minha bandeira – Yahweh Nisiy

Antes que Abraão existisse, EU SOU (João 8.58) – O Senhor altíssimo – Yahweh El’yon

Eu sou, eu que falo contigo (João 4.26) – O Senhor está ali – Yahweh Shamah

 

SANTIFICADO SEJA TEU NOME em três esferas:

1) Divina

Na esfera divina, pedimos que Deus santifique o seu nome não permitindo que os homens profanem seu nome. Que o nome de Cristo e o nome de Deus seja confessado por todas as línguas. Nesse sentido, é um pedido escatológico, de que o Reino de Deus seja implantado, que a justiça prevaleça e Deus seja honrado em toda a terra.

2) Pessoal e Comunitária

SANTIFICA O TEU NOME:

Em quê? Na minha vida. E na vida da comunidade.

Terceiro mandamento: “Não tomarás o nome de Deus em vão”. Implica necessariamente em tê-lo como santo em nossa boca, mente, coração e vida. Lv 19.2: “Santos sereis, porque eu, o SENHOR, vosso Deus, sou santo”.

Quando oramos para que Deus santifique o seu nome em nossa vida, pedimos para que ele conserte aquilo que precisa ser consertado, perdoe o que precisa ser perdoado, transforme o que precisa ser transformado em nossa vida para que o honremos, adoremos.

Em Ezequiel 36, Deus fala sobre como ele santifica o seu nome na vida do seu povo ao profeta a partir do vs 16.

De novo a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
“Filho do homem, quando Israel morava em sua própria terra, eles a contaminaram com a sua conduta e com suas ações. A sua conduta era à minha vista como a impureza menstrual de uma mulher.
Por essa razão derramei sobre eles a minha ira, porque eles derramaram sangue na terra e porque se contaminaram com seus ídolos.
Eu os dispersei entre as nações, e eles foram espalhados entre os povos; eu os julguei de acordo com a conduta e as ações deles.
E, por onde andaram entre as nações, eles profanaram o meu santo nome, pois se dizia a respeito deles: ‘Esse é o povo do Senhor, mas assim mesmo ele teve que sair da terra que o Senhor lhe deu’.
Tive preocupação com o meu santo nome, o qual a nação de Israel profanou entre as nações para onde tinham ido.
“Por isso diga à nação de Israel: ‘Assim diz o Soberano Senhor: Não é por causa de vocês, ó nação de Israel, que vou fazer essas coisas, mas por causa do meu santo nome, o qual vocês profanaram entre as nações para onde foram.
Mostrarei a santidade do meu santo nome, o qual foi profanado entre as nações, o nome que vocês profanaram no meio delas. Então as nações saberão que eu sou o Senhor, palavra do Soberano Senhor, quando eu me mostrar santo por meio de vocês diante dos olhos delas.
” ‘Pois eu os tirarei das nações, os ajuntarei do meio de todas as terras e os trarei de volta para a sua própria terra.
Aspergirei água pura sobre vocês, e vocês ficarão puros; eu os purificarei de todas as suas impurezas e de todos os seus ídolos.
Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne.
Porei o meu Espírito em vocês e os levarei a agirem segundo os meus decretos e a obedecerem fielmente às minhas leis.
Vocês habitarão na terra que dei aos seus antepassados; vocês serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.
Eu os livrarei de toda a sua impureza. Convocarei o cereal e o tornarei numeroso, e não trarei fome sobre vocês. 

Ezequiel 36:16-29 (grifos meus)

 

Deus santifica o seu nome em nossa vida e consequentemente nos santifica. 

Quando o povo de Israel abandonou Deus, eles transformaram Israel em um campo de sangue porque viraram assassinos. Transformaram Israel em um panteão de deuses, porque viraram idólatras. Perderam o direito de ficar em sua terra. Onde chegaram profanaram o nome de Deus pois as nações diziam: eles não são povo do Senhor? Porque então estão fora de sua terra?

Então Deus resolve consertar esse povo por causa do nome Dele. Santifica, Purifica, Dá novo coração, põe seu Espírito. Tudo por causa de seu nome.

A fortuna de Israel é que Deus colou o seu nome em Israel. Eles eram o povo chamado pelo nome do Senhor. Mesmo que não tivesse motivo nenhum para tolerar Israel, ele ainda tinha um, porque Ele colou o nome dele em Israel.

Esse foi o maior ato de amor de Deus, colar o nome dele em nós.

Assim, ele muda o que tem que ser mudado. Põe no devido lugar o que precisa ser posto. Conserta nossa história, conserta nosso coração.

Essa oração resolve tudo, porque queremos colocar Deus em nossas mãos, mas essa oração nos coloca nas mãos de Deus. Que diz: Deus, Santifica o Teu nome.

Quando não tiver mais o que dizer ao olhar para o seu filho, dobre seus joelhos e diga: Santifica o Teu nome na vida do meu filho. Porque aí você dirá: Deus conserta aquilo que tem que ser consertado na vida do meu filho, do jeito que só o Senhor pode e sabe.

Isso irá nos consertar nas circunstâncias, nos momentos. É nos consertar mesmo, é nos fazer desejar aquilo que tem que ser desejado.

Quando Deus vem para santificar o nome dele, ele resolve tudo. E coloca o universo no devido lugar, pois o universo é um templo de adoração a Deus. Quando o universo não é um templo de adoração a Deus, é preciso que Deus venha santificar o seu nome.

E assim, seremos agentes de salvação do planeta.

Que Deus santifique sempre em nós o seu nome para sua glória.

E aí aprenderemos a viver o seu reino e fazer sua vontade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: