Salmo 18.2: O SENHOR é

“O SENHOR é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador; o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio; o meu escudo, a força da minha salvação, o meu baluarte”. Salmos 18.2

Davi escreve o Salmo 18, no contexto de 2Samuel 22.1-51, quando Deus o livrou de todos os seus inimigos e das mãos de Saul. Davi, em face das adversidades, confiou em Deus, e pode perceber que Deus o protegeu quando ele mais precisou.

Primeiramente, Davi chama a Deus pelo seu nome: Yahweh (YHWH). A tradução do nome de Deus é: Eu Sou. Desde a eternidade Deus existe. Ele sempre existiu e sempre existirá. Ele é eterno, auto-existente e imutável. Além disso, esse Deus grandioso se relaciona com Davi e é o seu protetor.

Davi afirma sete características de Deus na sua relação com ele como seu refúgio.

1) O SENHOR é a minha rocha (sal’iy).Davi reconhece que Deus é o lugar onde ele pode estar seguro. Deus é imutável e nele não há sombra de mudança. Ele permanece para sempre, assim como suas promessas. Por isso Davi pode confiar no Senhor.

2) O SENHOR é minha cidadela (m’tsuwltiy). Davi reconhece que Deus é a sua fortaleza. Além de ser uma rocha confiável, Deus é seu lugar de segurança. Nos braços do Senhor ele pode estar tranquilo e seguro.

3) O meu libertador (m’paltiy). Deus é aquele que o livra e protege, colocando-o em segurança. Deus é aquele que salva o seu povo.

4) O meu Deus, o meu rochedo (tsuwriy) em que me refugio. Davi reconhece que pode correr para o Senhor em situações de dificuldades, pois Deus o acolhe, porque é seu Deus, e porque é um local de refúgio.

5) O meu escudo (maginiy). Deus protege Davi, como um escudo protege um guerreiro na guerra. Os dardos dos inimigos podem vir contra ele, mas Deus o protege de todos os males.

6) A força da minha salvação (yish’iy). Deus é quem o salva poderosamente.  

7) O meu baluarte (misgabiy). Por fim, Davi afirma que Deus é sua torre alta. Misgab literalmente significa altura. Os lugares altos eram preferidos para serem habitados pois eram mais seguros contra os inimigos, pois de lá se podia ver todo ambiente ao redor. Além disso, nas muralhas, eram colocadas torres altas de vigia para proteger a cidade. Davi diz que Deus é quem o protege, pois sua torre de vigia nunca dorme, é o Senhor.

Diante das adversidades podemos confiar em Deus porque ele é nossa rocha, cidadela, libertador, rochedo, escudo, salvação e baluarte. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: