Salmos 34.7-9: O temor do Senhor e a bondade de Deus

“O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra. Oh! Provai e vede que o SENHOR é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia. Temei ao SENHOR, vós todos os seus santos, pois nada falta aos que o temem”. Salmos 34.7-9

Davi escreveu esse salmo enquanto fugia de Saul. E para não ser morto pelo rei de Israel, Davi entra na região da filístia, porém é capturado pelos filisteus e levado diante do rei Abimeleque. Ele era perseguido em Israel e odiado pelos filisteus. Diante de Abimeleque, Davi se finge de louco e então é liberto. Agora Davi ora ao Senhor. Ele reconhece que quem o salvou não foi sua astúcia, mas o seu Deus. Ele diz: “Busquei o SENHOR e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores” (vs. 4). O Senhor responde a oração daqueles que o temem. Quando tememos a Deus, somos livres de quaisquer temores. Quando confiamos em Deus somos livres da ansiedade, do pânico, da angústia. Colocamo-nos nas mãos daquele que tem todo poder e podemos descansar.

Em seguida Davi afirma como o Senhor protege aqueles que o temem: “o anjo do SENHOR acampa-se ao redor daqueles que o temem” (vs. 7). O anjo do SENHOR sempre é apresentado não como um anjo comum como outros anjos mencionados nas Escrituras. Ele representa o próprio Deus em uma teofania. O anjo do SENHOR é apresentado como o próprio SENHOR diante de Moisés na sarça ardente (Êx 3.2, 4). Contudo, em João 1.18 temos: “Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus unigênito o tornou conhecido”. Desta forma, percebemos que as teofanias do Antigo Testamento, que são o próprio Deus aparecendo apontam para a segunda pessoa da Trindade, Jesus Cristo. Ele é o Anjo do SENHOR no Antigo Testamento. Davi afirma que Cristo acampa-se ao redor daqueles que temem a Deus e os livra. 

Em primeiro lugar, Cristo acampa-se (hanah). Esse verbo significa montar sua tenda entre nós. Ele faz sua morada perto de nós. Temos o próprio Deus morando junto conosco para nos proteger. Em segundo lugar, Cristo nos livra (halats). Esse verbo significa libertar, resgatar, salvar. Cristo faz sua tenda perto de nós para nos salvar do mal. Esse verso aponta para algo que ele faz com o intuito de nos libertar da escravidão do pecado e relatado em João 1.14: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós”. O verbo utilizado por João para habitar (skenosen) literalmente significa tabernacular, fazer sua tenda entre nós. Ele fez sua tenda entre nós para nos salvar da condenação. Ele é quem nos livra. 

Por fim, Davi nos traz um imperativo após afirmar que Deus responde às orações e protege aqueles que o temem. Ele exorta: provai e vede que  o SENHOR é bom! O salmista nos exorta a experimentarmos a bondade de Deus. Quando estamos necessitados podemos perceber na prática o seu cuidado, o Deus que responde e cuida de nós. O Deus que vem em favor daqueles que o temem. Quando tememos ao Senhor experimentamos da sua bondade e somos bem-aventurados (ashere), estamos debaixo da bênção de Yahweh quando o tememos reverentemente. Andamos nos seus caminhos, amamos o Senhor. Temer ao Senhor não é apenas ter medo, mas saber que estamos diante de um Deus santo, e somos chamados a viver em santidade. Quando vivemos desta maneira somos abençoados e protegidos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: